Transporte

Curitiba se prepara para receber a Biometria Facial da DATAPROM; Vídeo

Conforto para passageiros e segurança para o operador. Esses são os benefícios que a Biometria Facial da DATAPROM trará para o sistema de Curitiba. Assista

 

A Biometria Facial da DATAPROM foi uma das novidades apresentadas pela prefeitura de Curitiba durante a 3ª edição da Curitiba Smart City. A solução é integrada aos validadores do Sistema de Bilhetagem Eletrônica fornecido à Urbs e está pronta para ser habilitada em toda a frota da capital paranaense. Quando habilitada, a solução deverá reduzir a necessidade de prova de vida presencial nos postos da empresa vinculada à prefeitura.

A novidade foi divulgada em um vídeo exibido no Smart Plaza Vale do Pinhão, estande montado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e que mostrou soluções inovadoras promovidas e desenvolvidas pelos órgãos vinculados à prefeitura. Startups também divulgaram suas ações e ideias no evento, que ocorreu na semana passada em Curitiba.

A Urbs pretende disponibilizar a novidade ainda neste ano. Neste momento, a empresa que gerencia o transporte coletivo na capital já está cadastrando as fotos dos passageiros toda vez que eles procuram os seus postos de atendimento para fazer a prova de vida obrigatória anual.

Quando entrar em operação, a prova de vida presencial deixará de ser necessária para aqueles que utilizam o transporte coletivo. Isso porque o passageiro já realizará essa checagem toda vez que passar pela roleta, por meio de fotos disparadas pela câmera integrada ao validador.

Como funciona a Biometria Facial

Essa câmera integrada ao validador efetua o registro de três imagens do rosto do passageiro no momento do pagamento da passagem pela catraca. Essas fotos são comparadas com as do titular do cartão de transporte do sistema de bilhetagem eletrônica.

Existe um parâmetro no sistema onde é definido o percentual de similaridade. Atingindo este percentual, as fotos não vão para triagem. Abaixo dele, as imagens vão para uma triagem para que o operador defina se aquela utilização é suspeita de fraude ou não. Havendo confirmação, ele poderá adotar medidas de sansão — como o bloqueio temporário do benefício.

Importância para a sociedade

Essa tecnologia é um importante aliado para frear eventuais altas na tarifa do sistema, uma vez que ela detecta e inibe o uso indevido das gratuidades previstas em lei. De acordo com a Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano, o peso médio das gratuidades na tarifa gira em torno de 18% dos custos do setor. O uso indevido, portanto, encarece a tarifa cobrada dos demais passageiros.

Validadores da DATAPROM

O validador Val7 da DATAPROM dispõem de leitura e escrita em cartões sem contato, e o equipamento conta com vantagens como câmeras e software para a biometria facial e leitora de cartões. Ele também é um computador de bordo, capaz de processar todas as informações da operação e levá-las em tempo real aos motoristas e central de operação. Este modelo ainda poderá ser configurado para aceitar pagamentos com cartão de crédito e débito através da tecnologia NFC (Near Field Communication).

O que você achou deste conteúdo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.