Trânsito seguro

Conheça quais as infrações de trânsito mais cometidas no Brasil

Brasil tem 552 flagrantes de descumprimento ao Código de Trânsito Brasileiro por hora. Veja as infrações mais cometidas

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê diversas regras para garantir um trânsito seguro e harmônico nas vias brasileiras. O descumprimento a essas regras leva os condutores e proprietários de veículos a sofrerem penalizações, como advertências, multas, pontuação da carteira, recolhimento do veículo e até perda do direito de dirigir.

A Secretaria Nacional de Trânsito divulga, mensalmente, o total de multas aplicadas por estado e tipo de infração através do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf). E a lista leva a uma conclusão: as infrações mais cometidas são as que mais causam vítimas no trânsito.

O relatório também mostra que o Brasil vem retomando o volume de multas registrado antes da pandemia. Em fevereiro de 2020, por exemplo, foram anotadas 4,2 milhões de multas. Em maio deste ano, 4,8 milhões. São 552 flagrantes de descumprimento ao CTB por hora, seja eles realizados por agentes de trânsito ou por instrumentos tecnológicos de fiscalização.

Desse total, o excesso de velocidade é a infração mais cometida. Somando as autuações por transitar acima do limite de velocidade em até 20% a velocidade máxima permitida e entre 20% e 50% acima, tivemos 2,186 milhões de multas aplicadas em maio – isso significa 45% de todas as infrações registradas..

E o excesso de velocidade é um dos comportamentos mais perigosos no trânsito.

Estudo da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revela que a chance de um pedestre morrer em caso de colisão aumenta conforme a velocidade do veículo. Se o veículo estiver a até 30 quilômetros por hora, o pedestre tem 10% de chance de morrer. Se a velocidade chegar a 50 quilômetros por hora, a probabilidade passa dos 80%.

Além de necessidade de maior conscientização de motoristas, para Celso Mariano, especialista em trânsito, alerta para a importância da utilização de instrumentos de controle do excesso de velocidade.

“É importante que nos coloquemos como autoridade de trânsito e olhando esses números. Como seria possível controlar isso sem o uso de radares? A avaliação apenas pelo olhar do agente de trânsito é insuficiente diante da precisão que se consegue pelo radar, que é a melhor solução que dispomos.”

Tecnologia também contribuí para um trânsito mais seguro

A DATAPROM acredita que juntos salvamos vidas. E pensamos e trabalhamos por maior segurança viária em todas as nossas soluções. Desde às soluções voltadas para micro mobilidade ativa até nossos sistemas de monitoramento e priorização semafórica.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas (ONU) publicaram nos últimos estudos em que sugerem ações para reduzir os acidentes de trânsito. Campanhas de educação, redução dos limites de velocidade e a fiscalização através de equipamentos de monitoramento, que também compõem nossas soluções, estão entre as sugestões estimuladas pelas duas organizações mundiais.

O que você achou deste conteúdo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.