Cidades Inteligentes

Semáforos de Porto Velho serão modernizados; Veja as vantagens

Contrato assinado entre a DATAPROM e a prefeitura de Porto Velho possibilitará a sincronização semafórica da cidade, podendo promover a chamada “onda verde” no trânsito local.

A DATAPROM assinou um contrato com a Prefeitura de Porto velho para modernização da rede semafórica da cidade. A capital de Rondônia tem 126 cruzamentos semaforizados. O instrumento prevê um mapeamento completo da situação atual dessa rede, além da manutenção e da substituição de parte dela por equipamentos mais modernos. A ideia é dar maior fluidez ao trânsito da capital de Rondônia através da chamada “onda verde”.

Esse mapeamento da rede já começou por meio de técnicos que foram de Curitiba a Porto Velho. Agora, uma equipe local devidamente qualificada e experiente, irá fortalecer o atendimento às demandas da cidade.

“Nosso primeiro passo do contrato é analisar a situação atual da rede para identificarmos as reais necessidades do município. Assim, mapearemos o que for mais urgente. Na sequência passaremos à etapa de modernização”, afirmou Mauro Sérgio Goulart, gerente da área de projetos da DATAPROM.

A DATAPROM já havia fornecido controladores semafóricos a Porto Velho há cerca dez anos. A parceria anterior, entretanto, se restringia à venda de hardware e softwares. Agora, após vencer uma licitação, a empresa assinou contrato em que fica responsável pela modernização dessa rede e prestação de serviços de manutenção.

O novo contrato tem duração de 12 meses, ao custo de 2 milhões diluídos ao longo da sua execução. Ele pode ser renovado por mais 48 meses. Para atender o compromisso, a DATAPROM abriu uma filial na cidade.

O que vem por aí

A modernização da rede permitirá que a DATAPROM melhore a sincronização semafórica da cidade, promovendo a chamada “onda verde” onde isso for viável tecnicamente. Essa condição é possível graças a modernos controladores semafóricos que dão prioridade às vias de maior tráfego.

Também será possível instalar laços virtuais utilizados para detecção do fluxo de veiculos. A partir desses laços, é possível calcular o headway (uma medida de distância) entre os veículos, e programar os ciclos semafóricos para eles se ajustarem automaticamente. A DATAPROM tem esses sistemas em mais de 20.0000 cruzamentos no país, considerando Sistemas Adaptativos Locais (funcionando isoladamente) e Centralizados (conjunto de cruzamentos).

Lombadas educativas

O contrato com Porto Velho também prevê a instalação de lombadas eletrônicas educativas em pontos de grande concentração de pedestres e ocorrências de acidentes. A prefeitura já definiu que serão contempladas com essa solução as avenidas Chiquilito Erse, conhecida como Rio Madeira, e Jatuarana.

Expectativa

Atualmente, Porto Velho tem uma frota de mais de 297 mil veículos. Isto representa mais de 55% da população atual (539 mil habitantes).

Ronaldo Flôres, titular da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), tem grande expectativa com o contrato.

“Fizemos a licitação e a DATAPROM vai trabalhar pela primeira vez [com manutenção e modernização, ao mesmo tempo] em Porto Velho. Deve trazer melhores soluções de trafegabilidade para o município, com tecnologia moderna.”

O que você achou deste conteúdo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.